Chocolate Verde expande os negócios no mercado de alimentos saudáveis
Por: Liláz Comunicação - 09/10/2019

Depois de consolidar a marca de alimentos funcionais, o empresário Felipe Oliveira cria empresa de suplementos para esportistas e público fitness em novo canal de vendas

_M9L0071__Largo__3.JPG

Empresário Felipe Oliveira, da Chocolate Verde 

A necessidade de adotar uma dieta equilibrada para eliminar sobrepeso e outros males de saúde relacionados a maus hábitos alimentares inspirou Felipe Oliveira, na época desenvolvedor de websites, a investir na indústria de alimentos saudáveis. Nasceu, assim, a Chocolate Verde, que há cinco anos vem conquistando as prateleiras dos empórios e supermercados com sua linha de sementes, farinhas, cacau, açúcares com baixo teor glicêmico, entre outros.
 

Agora, o empresário dá um novo passo para conquistar mais uma fatia do mercado com aa Chocolate Mais Verde, que tem como proposta trazer para o público fitness e esportistas o que há de mais inovador em matéria de suplementos e produtos funcionais diferenciados, com eficácia comprovada.
 

Entre as novidades da Chocolate Mais Verde estão o exclusivo açaí em pó sem açúcar, único no mercado, produzido com 100% de fruta e enriquecido com vitamina C, o shake em gel e em pó termogênico para redução de medidas e uma extensa linha de produtos a base de colágeno e whey protein que auxiliam no fortalecimento de ossos e músculos.
 

Cadeia de vendas com 12 maneiras de lucrar - Os produtos serão comercializados no varejo e através de rede de revendedores cadastrados. A empresa inicia as atividades já com uma cadeia de cerca de 200 revendedores e um centro de distribuição, o que elimina o custo do frete.
 

Para ampliar a sua cadeia de vendas, a empresa criou um plano de negócios bem definido e ao mesmo tempo flexível, com cinco modalidades de revenda, que tem valor de investimento a partir de R$ 59 em produtos e com possibilidade de ganhos ilimitados. O sistema conta com doze formas de lucrar, dentre as quais, descontos de 25% a 100% na compra de produtos, ganhos nas vendas da loja virtual e bônus.
 

Segundo Felipe Oliveira, o modelo de negócio da Chocolate Mais Verde se diferencia do mercado por não exigir valor mínimo de compra de produtos. Em uma das modalidades, a pessoa pode adquirir nossos produtos para consumo próprio e vender excedentes", afirma. Já para quem quer investir em novo negócio pode comercializar os produtos no seu estabelecimento, pelo canal virtual exclusivo da marca ou se cadastrando como distribuidor local.
 

"Pretendemos montar no futuro uma loja conceito e container shop, com espaço gourmet para degustação de shakes e receitas preparadas com nossos produtos e gôndolas com toda a linha de produtos", diz o empresário. A expectativa da empresa é atingir faturamento de R$ 4 milhões no primeiro ano de operação.
 

Publicidade:
Últimas Noticias
30/10/2019
22/10/2019
22/10/2019
22/10/2019