Flex do Brasil garante alta profissionalização e padrão mundial
Por: 2PRÓ Comunicação - 18/01/2018


para colchões das marcas Simmons, Flex, Epeda e Aireloom

Diretor geral da empresa no Brasil, Edson Ayub comenta o processo de treinamento e gestão da companhia, que registrou bons números em 2017.

São Paulo, janeiro de 2018 - Inserida em um mercado composto em sua maioria por microempresas (mais de 50%), a Flex do Brasil se destaca pela participação multinacional e alto nível de profissionalização em sua gestão e em toda cadeia de produção de colchões de mola. “O setor vem melhorando a qualificação profissional nos últimos anos, especialmente através da Abicol – Associação Brasileira da Indústria de Colchões e de empresas como a nossa – explica Edson Ayub, diretor geral da Flex do Brasil – contribuímos por possuir operação em vários países, e com uma gestão 100% profissionalizada, gerida por executivos do mercado”.


Como resultado de uma atuação estratégica, a Flex do Brasil registrou cerca de 6,5% de crescimento de faturamento em 2017, número em compasso com o obtido em outros países em que a empresa atua, como EUA, Inglaterra e Espanha. “Esse resultado é bastante significativo, porque estamos falando de economias muito mais estáveis nesses outros países, e de um cenário de crise econômica no Brasil”.
O executivo informa que atualmente no país existem mais de 400 fábricas, mas que mesmo assim, o setor só passou a ser regulado pelo Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia em 2015, no caso de produtos de espuma, cerca de quatro anos atrás. No caso de colchões de mola, segmento no qual todas as marcas do grupo Flex atuam (Simmons, Flex, Epeda e Aireloom), as regras do Inmetro só entraram em vigor em agosto 2017.


No entanto, por ser uma multinacional, o Grupo Flex já vinha utilizando todo o seu know-how internacional para impulsionar a qualidade do produto e da gestão, antes mesmo das regras do Inmetro terem entrado em vigor. “Aqui, como em todos os outros países onde operamos, possuímos sistema online de gestão. Por isso, a matriz monitora tudo em tempo real”. Além disso, as filiais são auditadas pela KPMG, o que também confere controle rigoroso sobre a governança corporativa. Funcionários de níveis de supervisão e gerência são enviados para outras filiais, para adquirir aperfeiçoamento aliado a outras realidades. “Para esse propósito, trabalhamos frequentemente com nossa Filial do Chile e a matriz na Espanha”.


Paralelamente, na linha de produção, há um forte treinamento de qualidade assegurada e de processos. Dessa forma, todos os colchões fabricados no Brasil possuem as mesmas características daqueles fabricados em outros países, com diferenças que atendem somente as legislações locais. “Por isso, um colchão Flex ou Simmons brasileiro, por exemplo, possui a mesma alta qualidade e conforto que seu correspondente norte-americano ou espanhol”.


Sobre o Grupo Flex
A Flex do Brasil é uma empresa especializada na fabricação de colchões e comercializa as seguintes marcas: Simmons, Flex, Epeda e Aireloom. 100% dos seus colchões têm certificação do Inmetro, o que atesta a qualidade dos seus produtos, proporcionando aos consumidores mais saúde através de um sono reparador. Membro do Flex BeddingGroup, de origem espanhola, a Flex do Brasil iniciou suas atividades no país em 2000 e hoje possui fábrica em Limeira, interior do Estado de SP. O Flex BeddingGroup opera em sete países: EUA, Chile, Portugal, Espanha, Reino Unido. Brasil e Cuba, atendendo a grandes redes varejistas como Carrefour, Macy's, Bloomingdales, El Corte Inglés, Harrods, entre outros, além de atender também as maiores redes de hotéis no Brasil e no mundo. O grupo tem mais de 100 anos de história, é líder de vendas na Espanha e está entre os 10 maiores do mundo na fabricação de colchões, camas articuladas, edredons, travesseiros, roupas de cama e mobiliários para dormitórios. Mais informações: www.flexdobrasil.com.br


Publicidade:
Últimas Noticias
28/02/2018
19/02/2018
19/02/2018
19/02/2018