Seis tecnologias que transformarão o setor hoteleiro
Por: Infotickets - 14/11/2017

 

 

 

Nos últimos tempos, as tecnologias e a personalização estão modificando a relação de consumo entre empresas e clientes em todas as indústrias. Você pode notar que as marcas mais amadas pelos consumidores de hoje tem uma "pegada" tecnológica. Na área financeira vemos a Nubank o cartão de crédito com aplicativo que você controla tudo facilmente via app em tempo real, o UBER que permite com uma tecnologia de geolocalização encontrar o motorista disponível mais perto de você, o próprio Airbnb tem na tecnologia um grande diferencial.

O fato é que cada vez mais as pessoas esperam por mais inovação das empresa, mais tecnologia nos produtos e serviços de forma que tudo fique mais interativo e fácil durante toda a experiência do cliente, e claro na hotelaria a expectativa é a mesma!

O estudo "Hotel 2025", da Oracle, revelou que as operadoras de hotéis estão abertas para quase tudo com o intuito de atender às crescentes demandas dos consumidores. O setor hoteleiro já está implantando softwares de reconhecimento facial, controles ativados por voz, chats com inteligência artificial, dispositivos “vestíveis” e realidade virtual - tudo para se adaptar a nova geração de Millennials.

Para se manter à frente das mudanças elencamos 6 tecnologias que devem chegar e transformar para melhor o setor hoteleiro, comece a se preparar para as próximas tecnologias:

1. O 5G chegará em breve

 

Mas o 4G não acabou de chegar pra gente? Pois é, e o 5G já está a caminho também! A próxima geração de banda larga móvel permite aos usuários transferir milhares de fotos em segundos. O novo sistema de Internet sem fio contratado pela operadora do seu celular será como uma espinha dorsal de um exército de dispositivos conectados que entrarão no mercado, aplicados também em veículos e eletrodomésticos. A conectividade expansiva é importante para os hóspedes e o setor hoteleiro, pois seus clientes terão muito mais velocidade para acessar seus websites por mobile, fazer uma reserva pela internet do celular, postar fotos enquanto estão hospedados em hotéis e resorts mais afastados e muito mais!

2. Chatbot com Inteligência artificial

Inteligência artificial e assistentes pessoais têm inúmeras funções e um estudo recente apontou que 53% da geração Millennial já utiliza algum assistente virtual no seu dia-dia. E esta realidade já chegou na hotelaria e inclusive no Brasil. Faial Prime Suites foi o primeiro hotel do Brasil a adotar um sistema de chatbot no seu site 100% automático e com inteligência artifical no início de Novembro de 2017. A tecnologia, focada exclusivamente no setor hoteleiro é da Asksuite e ao que tudo indica vai revolucionar o atendimento online dos hotéis do Brasil.

A automação reduz custos e torna o atendimento mais assertivo, e o cliente passa a ter respostas instantâneas 24h por dia 7 dias por semana, o que faz toda diferença no atendimento e na conversão de visitas em reservas diretas! No exterior vários hotéis já tem adotado soluções similares e a tendência é que a tecnologia se popularize nos hotéis e principalmente nas redes hoteleiras do Brasil. Para saber mais: www.asksuite.com

 

Veja o vídeo demonstrativo abaixo de uma cotação via chatbot:

 

2. A Internet das coisas

 

 

Até 2020, espera-se que o número de dispositivos  conectados no mercado atinja 30,7 bilhões. Isso quer dizer que a TV, a persiana, as lâmpadas, os eletrodomésticos tudo estará conectado para transformar a experiência do consumidor. Considerando quantos termostatos, lâmpadas e aparelhos estão em um hotel de médio porte, acredita-se que isso irá reduzir custos operacional e melhorar a eficiência.

A companhia de navios Carnival Cruise Line usou um sistema semelhante para automatizar operações. Os hóspedes recebem uma espécie de medalhão, que serve como seu identificador, o qual lhes permite interagir com o navio e abrir as portas, e a mesma tecnologia ajuda os membros da equipe a fornecer experiências mais personalizadas.

4. Pesquisa de voz

 

 

As vendas de dispositivos de assistente pessoal, como Amazon Echo e Google Home, deverão chegar em 2 bilhões de dólares. Embora esses dispositivos representem um novo e emocionante ponto de contato entre hotéis e viajantes em termos de otimização de pesquisa, eles também facilitam o acesso aos controles nos ambientes. O Wynn Las Vegas, por exemplo, está adicionando o Amazon Echo a mais de 5 mil quartos.

5. Realidade virtual aumentada

 

 

Os clientes estão ansiosos para "experimentar" um quarto, ou um destino antes de fazer uma reserva. A realidade virtual e aumentada poderá proporcionar aos hóspedes potenciais passeios imersivos, capazes de vender um hotel melhor do que qualquer material de marketing. Uma “tour” em realidade virtual aumentada pode servir como uma forma atraente de diferenciar a marca do seu hotel e promete fazer uma boa revolução no marketing do setor hoteleiro.

6. Segurança e privacidade

 

 

As redes de hotéis que desejam estar em múltiplos dispositivos conectados precisam fazer investimentos similares na segurança cibernética, e assegurar que seu fornecedore de tecnologia tem know-how na área para garantir a segurança das informações dos clientes. Uma violação de dados pode devastar até o hotel mais estabelecido.

Por onde começar?

À medida que o comum se torna cada vez mais inaceitável, os consumidores esperam que interação com uma marca e com o hotel se torne perfeita, singular e agora tenham sempre uma dose de tecnologia e inovação embutida. É claro que sempre é necessário analisar o investimento x retorno mas, sistemas como o chatbot e até mesmo a realidade virtual são acessíveis e podem fazer grande diferença nos resultados.

Sobre o autor: Rodrigo Teixeira é apaixonado por marketing digital, hotelaria, e adora viajar! É fundador e CEO daInfotickets Hotel Marketing, que já atende mais de 60 hotéis no Brasil com soluções de tecnologia para aumentar as reservas diretas. (Linkedin do Autor)

 

 
 
Publicidade:
Últimas Noticias
31/12/2017
17/11/2017
17/11/2017
17/11/2017