Diferenciando-se
Por: Redação - Revista Hotelaria - 15/07/2015

Não só de piscina vivem os hotéis, mas deixá-las bem cuidadas e incrementar todas as outras atividades de lazer pode ser um motivo a mais para maior permanência e maior faturamento

Com a chegada das férias do meio do ano, principalmente escolares, e a alta temporada que se cria nesse período, muitos empreendimentos colocam à prova atividades e infraestrutura de lazer como atrativo para aumentar índices de ocupação e de permanência dos hóspedes.

Apenas para se ter ideia, o faturamento com lazer pode alcançar até 1/4 do total de um empreendimento. É o que ocorreu por exemplo com o Royal Palm Plaza, de Campinas, no interior paulista, que teve um 2014 de resultados exitosos, e constatou um expressivo aumento no volume de hóspedes com o perfil de lazer em comparação a 2013, graças a estratégias como o lançamento de um programa especial e investimentos na infraestrutura dessa área.

O percentual do segmento de lazer passou a representar 20% do faturamento do resort, sendo o restante dividido entre o setor de eventos (55%), viagens de negócios (20%) e eventos sociais como festas e casamentos (5%). "Nossa meta para esse ano é ampliar para 25% a representatividade dos hóspedes de lazer", afirma o diretor comercial César Nunes.

Um dos fatores para tal aumento está no lançamento do Royal Palm Vacation Club, programa de férias por tempo compartilhado, que no ano passado registrou contratos com 539 famílias e arrecadação de R$ 10,8 milhões. "Para 2015, esperamos atrair mais 700 famílias", acrescenta Nunes.

Outro motivador, segundo o executivo, foi a expansão do parque aquático. O complexo dobrou de tamanho ao receber investimentos de R$ 4,7 milhões. O aporte contemplou quatro novas piscinas, ampliação de uma das existentes e a implementação de um novo sistema de filtragem e aquecimento.

Às vésperas da alta temporada de férias escolares, muitos são os exemplos e apostas no segmento de lazer por empreendimentos de todo o País.

Localizado a apenas 59 km da capital paulista e a 45 km de Campinas, o Tauá Hotel Atibaia criou uma programação, por exemplo, para atrair mais hóspedes nesse período e ampliar as permanências. A partir de três diárias fechadas, o cliente ganha um dia a mais de hospedagem. Se fechar cinco, ganha dois dias a mais.

Para se diferenciar nos atrativos oferecidos, o empreendimento decidiu inovar com uma programação que resgata brinquedos e brincadeiras antigas, mas que até hoje fazem a alegria de famílias. Para os pais que irão acompanhar os filhos a lazer, o Tauá criou o Espaço Bem Estar, com massagens e tratamentos estéticos, piscina térmica - a maior da região - música ao vivo e torneios esportivos. "O objetivo é desestressar e se divertir em um resort completo bem próximo a São Paulo", explica Pedro Vieira, gerente de marketing do empreendimento.

"Além disso, na área de eventos, estamos em fase de construção de um novo salão que terá capacidade para 3 mil pessoas, reforçando a marca Tauá na região como um hotel completo. A renovação constante é de extrema importância dentro do mercado hoteleiro, tanto com relação à estrutura quanto aos serviços oferecidos. Os investimentos visam sempre proporcionar uma experiência diferenciada para os hóspedes, além de promover um ambiente de trabalho cada vez mais estimulante aos seus funcionários", finaliza.

Adentrando um pouco mais ao interior paulista, o Blue Tree Park Lins vai oferecer em julho uma pista de gelo para patinação, com 180 m2. O resort, que conta com um dos maiores complexos de águas quentes e minerais brasileiros, disponibilizará a atração de forma gratuita aos hóspedes, que terão acesso a todos os equipamentos para a prática esportiva e contarão com o auxílio de instrutores.

Para ler a matéria na integra clique aqui.

Publicidade:
Últimas Noticias
31/10/2017
19/10/2017
19/10/2017
19/10/2017